Mudança de escola: como ajudar as crianças na adaptação?

Desde o nascimento as crianças estão sujeitas à mudanças. Saem da barriga da mãe e vão para um mundo diferente, depois passam por vários saltos de desenvolvimento, aprendem a engatinhar, a andar, falar, também se adaptam à primeira escola e outras inúmeras situações novas.

Mas as transformações não param por aí, estão apenas começando e é normal que, dentre tantas mudanças, as crianças troquem de escola, seja por insatisfação dos pais em relação ao ensino, por mudança de cidade, adequação à renda da família ou por terem passado para uma série que não faz parte da grade curricular do colégio que estavam. Por mais que o ambiente escolar seja algo conhecido, esse processo pode ser bastante complexo para os pequenos. Por isso, veja como ajudá-los nessa fase de adaptação.

 

Passar segurança

É de extrema importância que os pais passem segurança aos seus filhos nesse momento. Mesmo que seja com o objetivo de proteger, evite fazer propagandas enganosas. Fale a verdade e esteja ao lado dele dando todo o suporte necessário. Existem crianças que se adaptam com menos facilidade do que outras, por isso, escute todas as inquietações do seu filho e não deixe de demonstrar confiança.

 

Estar presente em todo o processo de adaptação

As crianças precisam de apoio da família nessa fase de adaptação, por isso, é importante que os pais e familiares estejam presentes e demonstrem interesse em saber como estão sendo os dias no novo colégio. Pergunte quais aulas a criança teve, quais são os nomes dos professores, qual aula mais gostou… Se vier lição de casa, sente junto e ajude quando necessário.

 

Não perder o contato com os amigos da antiga escola

Esse pode ser um dos maiores medos dos pequenos: ficar sem os amigos e, consequentemente, se sentir sozinho em meio a tantas pessoas novas. Por isso, é importante que os pais mostrem que os colegas da antiga escola ainda estarão por perto e que eles poderão brincar juntos em outras oportunidades. Marque passeios ou visitas sempre quando achar necessário, para que seu filho não sinta tanta falta dos amigos.

 

Incentivar a fazer novas amizades

Um dos pontos positivos da mudança de escola é a criação de um novo círculo de relacionamento. Não deixe de incentivar seu filho a fazer novas amizades. Dizer que ele conhecerá novas pessoas e ganhará novos amigos é uma ótima ideia. Quem não gosta de ter muitos amigos, não é mesmo?

 

Levar a criança para conhecer o novo colégio e seus professores

Conhecer o novo ambiente antes de ingressar é essencial, pois, assim, o aluno não iniciará as aulas sem ao menos saber onde fica sua sala de aula, o refeitório, o pátio, a secretaria e outros lugares da escola. Além disso, apresentar os professores também é um fator importante, uma vez que pode gerar mais confiança da parte da criança. É sempre bom ter um rosto conhecido por perto!

 

Matricular em atividades extracurriculares

Manter o pequeno exercendo as atividades que gosta é uma maneira de deixá-lo contente e de facilitar novas amizades. Por isso, evite outras frustrações. Se ele fazia natação, por exemplo, mantenha-o no esporte. Caso a escola não tenha a atividade, procure algum outro lugar por perto ou veja se existe a possibilidade de escolher outra modalidade.

 

É normal que nesse processo as crianças sintam medo e ansiedade, por isso, não deixe de conversar e entender o que se passa na cabeça e no coração dos pequenos. Se for necessário, vá buscá-lo mais cedo, falem sobre a escola, os novos colegas, os professores e as atividades que foram dadas em sala de aula. Acolha seu filho, pois assim a mudança será mais fácil.

Leia também os benefícios e malefícios da tecnologia na infância! 

Compartilhe!
Maple Bear Vinhedo e Valinhos © 2019