Como desenvolver soft skills desde a infância

As abordagens contemporâneas sobre o desenvolvimento infantil na área educacional têm revelado, com cada vez mais frequência, a necessidade das escolas oferecerem um programa formativo de caráter integral. Isto quer dizer que as instituições educacionais precisam se ater não apenas na oferta de métodos tradicionais, mas também em estratégias que possibilitam o aprimoramento do convívio com as outras pessoas e da habilidade de saber reagir adequadamente diante dos desafios impostos pelas relações interpessoais. São as chamadas soft skills. Elas se posicionam em um lugar distinto daquele ocupado pelos conhecimentos técnicos e formais, que são chamados de hard skills.

Entenda melhor o valor dessa outra face do desenvolvimento humano e a importância do trabalho com essa realidade no ambiente escolar. Acompanhe!

 

Como podemos identificar as soft skills?

As soft skills estão muito mais próximas do campo comportamental do que propriamente do campo do conhecimento formal. Afinal de contas, elas estão relacionadas ao modo com o qual o indivíduo se relaciona com a coletividade e com as respostas emocionais que é capaz de oferecer quanto confrontado em desafios de convivência ou quando se depara com pessoas que têm outros hábitos ou outras formas de pensar. Atributos psicossociais como liderança, resiliência, empatia, colaboração, flexibilidade, resolutividade e expressividade estão nesse universo de habilidades.

 

Por que é importante fazer aflorar essas habilidades?

Ainda que algumas dessas habilidades socioemocionais possam ser consideradas naturais, o aprimoramento pessoal com vistas a melhores práticas de convivência e resolução de desafios de relacionamento é considerado um caminho com muito potencial pelos analistas do mercado de trabalho. As empresas estão muito interessadas em encontrar profissionais que tenham essas habilidades fortalecidas, ainda que necessitem de um aprendizado técnico posterior. E esse fenômeno abre uma janela de oportunidades incrível para que, desde cedo, as soft skills sejam trabalhadas com as crianças.

 

O que as famílias podem fazer para ajudar nesse desenvolvimento desde cedo?

Como as habilidades socioemocionais estão intimamente relacionadas ao modo de conviver e de reagir nos relacionamentos, há algumas posturas que a família pode adotar para ajudar as crianças a despertarem para essas habilidades:

- Crie em sua casa uma cultura de feedback, reforçando ações e condutas positivas e apresentando, sempre de modo propositivo, a maneira mais adequada de se portar quando determinada postura não colabora com a convivência;

- Desenvolva o hábito do autoconhecimento na criança desde cedo, de modo que ela possa lidar naturalmente com os estímulos emocionais que a deixam desestabilizada ou estressada;

- Ofereça um método de gestão do tempo que seja de fácil compreensão para a criança, de modo que ela seja capaz de perceber que existe um momento adequado para cada tipo de atividade.

 

E como trabalhar as soft skills na escola?

Quando a escola está sintonizada com essa realidade, a metodologia de ensino está igualmente permeada por estratégias que colaboram com o aprimoramento dessas habilidades: execução de tarefas em grupo, momentos de vivencia situacional, abertura de espaços para a leitura analítica de textos e outros suportes de informação, momentos de incentivo à expressão oral, entre outros.

Na Maple Bear são referenciadas as melhores práticas de educação presentes na metodologia canadense de ensino – uma das mais bem sucedidas do mundo. Nosso método está alicerçado no ensino bilíngue, vivencial, que desperta a curiosidade e promove o desenvolvimento tanto da inteligência lógica quanto da dimensão socioemocional.

Quer saber mais? Continue acompanhando o nosso blog!

Compartilhe!
Maple Bear Vinhedo e Valinhos © 2019